Monday, December 04, 2006

Yo La Tengo em Lisboa (Festival Radar)


Dia 3 de Dezembro - Aula Magna, Lisboa

Os Yo La Tengo são uma banda de contrastes. Tanto são capazes de produzir Rock do mais barulhento que há, assemelhando-se aos Sonic Youth num dia de mau humor,como criar melodias que meteriam inveja aos Beach Boys e aos Byrds. Juntamente com estes estilos opostos coabitam ainda canções mais calmas, melancólicas, polidas, por vezes alucinantes e/ou psicadélicas... quase que homenageando The Velvet Underground e The Doors.
Esta mescla de estilos foi patente no concerto de ontem. De igual forma, o vocalista da banda de New Jersey, Ira Kaplan, tanto parecia estar longe, longe da Aula Magna, como parecia o guy next door, conversando com a plateia ou mesmo puxando membros do público para o palco, sempre com a maior das descontracções (ao fim ao cabo, a banda tem mais de 20 anos de carreira). Surpreendentemente (ou não?), estas "incoerências" fundiram-se todas, dando lugar a um espectáculo extremamente consistente e rico, tendo o setlist principal acabado em grande, com a banda a saltar do palco e, após passar por entre o público a cantar, sair pela porta do público. Seguiram-se ainda três (!) encores - tal como no concerto de Lisa Germano, o público presente na Aula Magna parecia não querer que o concerto acabasse.
Mas, infelizmente, acabou. Quase duas horas e meia depois de se ter iniciado.
Há uns posts atrás, questionei-me sobre a existência ou não do conceito de música indie. E ontem, na Aula Magna, obtive a resposta. Não só existe como tem um representante na terra, chamado Yo La Tengo.

1 Comments:

Anonymous Rui Ribeiro said...

Belo texto!

A minha visão do concerto a 29 de Novembro em Braga com fotos no Som Activo!

Boas leituras!

12:54 PM  

Post a Comment

<< Home