Tuesday, November 21, 2006


Como é que a cidade de onde são provenientes bandas de culto como New Order, The Smiths e The Stone Roses, foi também capaz de "dar luz" aos Bee Gees, aos Simply Red e aos Take That?
Ps - Já agora, a cidade de que estou a falar é Manchester.
Ps2 - Se não sabiam isso, então vejam rapidamente o "24 Hour Party People" - na minha opinião, o melhor filme/documentário musical desde "The Doors", de Oliver Stone.

1 Comments:

Blogger Spittelau said...

É uma questão pertinente, não hajam dúvidas.

No caso dos Simply Red, algo me diz que foi uma mudança estratégica: Uma vez que o Punk com tendências niilistas ainda não dava dinheiro, viraram-se para o pop com tendências soul que se safava tão bem nos EUA. Como até fizeram os trocos, não voltaram a mudar, mas não se livraram do título de LOOSERS!

Já os Take That, foi um bocado a mesma conversa, deve ter sido um manager qualquer a querer importar o fenómeno Bon Jovi. Ah e tal se as gajas gostarem deles, fico rico, independentemente do som deles ser mau! Felizmente, mais tarde, o (na altura, só)Robbie, ganhou algum juizo!

OS Bee-Gees....Há coisas que não são explicáveis. Quem nasceu primeiro, o ovo ou a galinha? Pois é, como é que os Bee-gees venderam mais do que um álbum na sua carreira? Ele há coisas....

De qualquer modo, Manchester é Manchester antes de ser Madchester e é um fenómeno de génese de criatividade musical, assim apareceram Buzzcocks, Smiths, Joy Division, Richard Ashcroft, Badly Drawn Boy e afins, bem como Take That, David Gray ou Simply Red (Porque Bee Gees não é música).

ps: Eu sei que o BDB não nasceu em Manchester, mas foi lá que começou, ó turkish elitista musicalmente que neste momento pondera questionar a minha lista! humpft.

1:37 PM  

Post a Comment

<< Home